Operação da Cipra resulta na apreensão de madeira, arma de fogo e material de caça e pesca

Publicada em por Ascom/PMTO em Diversas

(CIPRA) Durante uma operação realizada neste fim de semana, policiais da CIPRA – Companhia Independente de Polícia Militar Rodoviária Ambiental, apreenderam um caminhão Mercedes Benz carregado com 19.250 m³ de madeira serrada; um M.Bens L 1618 transportando uma carga com 4. 527m3 de madeira serrada, essência Cedrarana; uma espingarda calibre 28 com 07  cartuchos intactos e 18 cartuchos deflagrados; 01 motosserra, 01 rede de pescar, 01 tarrafa e um tatu abatido.

O caminhão Mercedes Benz, placa OFM-6566 –PA, carregado com 19.250 m³ de madeira serrada oriunda do Estado do Pará, conduzido por N.D.Fidel, foi apreendido no sábado, dia 23/02, por policiais do Destacamento da CIPRA de Pedro Afonso-TO, em atendimento à solicitação dos Fiscais da Secretaria da Fazenda, do Posto Fiscal de Couto Magalhães (TO-336).  Já a carga com 4. 527m3 de madeira serrada, essência Cedrarana, que era transportada pelo motorista L.M.Lopes no Mercedes Bens L 1618, Placa JLQ-6767 de Anápolis-GO foi apreendida neste domingo (24), por policiais da CIPRA, no Posto da PRF de Araguaína. Segundo o motorista a madeira foi adquirida no Pará. Ambos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia civil por estarem em desacordo com as normas estabelecidas em lei.

 Já na blitz realizada no sábado (23) na BR 242, no município de Peixe-TO,  os policiais da CIPRA depararam com J.X.F.de Meneses, embaixo da Ponte sobre o Rio Tocantins, de posse de uma espingarda calibre 28, com 07 cartuchos intactos e 18 cartuchos deflagrados, 01 motosserra marca Stihl sem a devida licença, uma rede de pesca malha 05 e uma tarrafa malha 02. O infrator foi encaminhado à Delegacia Civil de Peixe, onde foi feito os procedimentos cabíveis.

Ainda durante a blitz realizada no sábado, no Km 147 da TO 126, município de São Miguel do Tocantins, os policiais da CIPRA de Araguatins apreenderam um tatu abatido que estava sendo transportado por V.D.Pereira, o qual alegou ter comprado o animal na cidade de marabá-PA. O condutor foi multado administrativamente e a carne foi incinerada.