1ª CIPM - Arraias

Polícia Comunitária

Falar em Polícia Comunitária ou mesmo em Policiamento Comunitário é falar desta unidade. Em maio deste ano a unidade teve o privilégio de receber o curso nessa área – Polícia Comunitária – que já era solicitado a muito por este comando. O curso foi um sucesso com uma grande procura de público.

O curso serviu para habilitar os militares e formar os civis com os quais a Polícia Militar lida no dia a dia, visando o aprimoramento desse atendimento. Tudo casou como uma luva e ratificou, cientificou um trabalho que já era desenvolvido de forma empírica.

A proximidade da Polícia Militar com a comunidade em todas as cidades pertencentes a sua área é um destaque da Unidade. Nela são desenvolvidos os mais diversos trabalhos em parceria com a comunidade em geral, como pode ser observado nos projetos sociais e também no trabalho Operacional.

O trabalho na Companhia funciona em cumplicidade com o cidadão, recebe-se as denuncias, o serviço de inteligência investiga, as vezes o próprio serviço operacional se incumbe de fazer observações e levantamentos, onde ao final se observa o êxito na missão.

Outra mostra disso é o Carnaval tradicional de Arraias, com seu Entrudo, que conta com a participação dos músicos pertence a banda de música de Arraias. Além do Arraiá da Integração com a participação de todos os órgãos da cidade bem como todas as escolas, festa essa idealizada pelo atual comandante desta unidade e brincada também por vários integrantes desta companhia inclusive o Comandante.

Outro destaque dentro desse trabalho de Polícia Comunitária foi a criação dos Conselhos de Segurança em parceria com a sociedade em geral, implantados e consolidados nos anos de 2008 e 2009. Trabalho este desenvolvido pelo atual comandante, adepto e compromissado com essa filosofia.

AÇÕES COMUNITÁRIAS EXTERNAS

Além do bom atendimento no serviço ordinário com o total compromisso dos militares desta unidade com a filosofia de polícia comunitária, a Polícia Militar ainda desenvolve projetos com crianças, implantados nas escolas como disciplinas da grade curricular. Como exemplo, pode ser citado o projeto Flauta Doce e o Projeto Magia do Som, encabeçados por componentes da Banda de Música com formação especializada nessa área. Ainda se tem o projeto fanfarra com materiais reciclados além de outros de caráter intermitentes como:

a. Semana do Trânsito – Desenvolvido em setembro, com palestras nas escolas;

b. Ações conjuntas com órgãos municipais e estaduais “escola sem violência”;

c. Palestra com o público interno sobre a profissão militar;

d. Campanha Nacional Familiar na Escola - Palestras;

e. Prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas – Palestras.

AÇÕES COMUNITÁRIAS JUNTO AO PÚBLICO INTERNO

Há por parte do atual comandante uma grande preocupação com o moral de todos os integrantes da equipe 1ª CIPM, dessa forma, o mesmo sempre prima pelo diálogo com os componentes do grupo no intento de sempre trazer a tona os valores, bons valores do verdadeiro fiscal da lei. O comandante leva seus auxiliares diretos, a conhecer a filosofia da organização, e estes, por conseqüência, repassam aos demais da escala hierárquica, detalhes em que todos precisam melhorar; trabalham os suportes que só tendem a melhorar a qualidade do atendimento ao cidadão, como exemplo, o policial bem formado, no sentido da primazia pela:

a. Conscientização dos PMs dos métodos de comunicação social;

b. Apoio aos PMs que estão estudando, em qualquer nível;

c. Apoio e incentivo aos policiais e seus familiares a participar de cursos, como os aplicados pela SENASP, Sebrae e outros;

d. Apoio ao projeto da Capelania.