1ª CIPM - Arraias

Serviço operacional da 1ª CIPM

O serviço operacional na 1ª Companhia abrange o atendimento das mais diversas ocorrências. A Unidade trabalha duas frentes de serviço operacional: o ostensivo preventivo e o ostensivo repressivo.

Na primeira linha de atuação, Ostensivo Preventivo, os integrantes da 1ª CIPM, tanto administrativo quanto os militares do serviço operacional atende solicitações para ministrar palestras focadas diretamente ao serviço da Polícia Militar, com crianças e adolescentes, bem como organiza concursos culturais também voltados para o seu serviço direto na tentativa de conscientizar aqueles que serão os futuros cidadãos.

Os assuntos trabalhados nesta frente de serviço são: uso de drogas, crimes contra os costumes violência doméstica, planejamento familiar, direitos e deveres, vocação - missão da Polícia Militar e formas de ingresso, trânsito (palestras e blitzen educativas), cidadania dentre outros.

Na segunda linha trabalhada pelos policiais militares da Unidade, o Serviço Operacional Ostensivo Repressivo, o atendimento vai desde o aconselhamento até mesmo o sacrifício de vida pela polícia. As ocorrências mais corriqueiras são: ameaça, lesão corporal, furto, violência doméstica, acidente de trânsito com e sem vítima.

Além dessas ações a PM também atua nos cumprimentos de mandados judiciais, com ênfase nos mandados de busca e apreensão que não se realiza sem a Polícia Militar tanto na parte investigativa como na execução dos tais mandados.

Atualmente a companhia é composta por oito cidades: Paranã, Conceição do Tocantins, Novo Alegre, Combinado, Lavandeira, Aurora do Tocantins, Taguatinga e Arraias onde se localiza a sede.

Ao todo a companhia possui um efetivo de cento e quarenta e oito homens incluindo dezessete músicos. E sua área de atuação é incumbida de diversas frentes de policiamentos, pois, possui vários postos fiscais por fazer divisa com a Bahia e Goiás em diversos pontos, bem como várias agências do Banco do Brasil, Correios, Lotéricas, Fóruns e outros.