2º BPM - Araguaína

02 - Histórico do 2º Batalhão

HISTÓRICO

Iniciamos o histórico desta Unidade, dizendo de seus efetivos precursores, ainda na Vila de Pedro Afonso, pelos idos de 1933, quando foi decretada a fixação da Corporação para o ano de 1934, onde já era ali sediada uma Companhia Isolada, pelo Decreto 4.153 de 22 de dezembro de 1933.

Essa Cia teve vida de 1934 até 1938, cujo prefixo, era 4ª Cia. Quando de instauração da Força Policial para aquele ano, Decreto n° 208 de 17 de janeiro de 1938, foi criado o 2° Batalhão de Infantaria (2° BI), que foi instalado na cidade de Pedro Afonso, conforme Decreto n° 324 de 08 de fevereiro de 1938. Entretanto, em 1939, pelo Decreto Lei n° 2004, de maio daquele ano, foi a unidade transferida para a cidade de Rio Verde, ficando em Pedro Afonso a sua 2ª Companhia, continuou prestando seus bons serviços no Norte de Estado de Goiás, até o ano de 1961, quando pelo artigo 2° da Lei 3.330 de 12 de novembro de 1961, foi criado o 3° Batalhão de Polícia Militar – o 3° Batalhão de Caçadores Tocantins; Com duas Companhias, onde uma delas devia ficar destacada na cidade de Gurupi, sem entretanto isto acontecer na prática.

A mesma Lei 3.330, ainda no seu artigo 2°, extinguiu a então Companhia isolada. A Unidade que ficou sediada em Pedro Afonso, lá permaneceu até o dia 18 de agosto de 1965, quando foi transferida, para esta cidade de Araguaína, sendo acantonada na Rua Nova S/N°, lá ficando alojada até o dia 17 de janeiro de 1972, quando instalou-se em sua sede atual a definitiva.

O 3° Batalhão de Polícia Militar do Estado de Goiás – “Batalhão Tocantins”, estava sediado na cidade de Araguaína à altura da longitude 48° 12’ 50” a oeste de Greenwich e latitude 07° 04’ 25” ao sul.

Sendo uma Unidade estritamente avançada e operacional do Estado de Goiás no extremo norte do Estado (micro região heterogênea). Gerava segurança numa área de aproximadamente 130.000 Km2. Teve sua circunscrição operacional sub dividida em quatro Sub áreas – “A” sediada em Araguaína; “B” em Tocantinópolis; “C” em Guarai e “D” na cidade de Pedro Afonso, nos idos do ano de 1976 e instaladas em janeiro de 1977, todas, Comandadas por Oficiais Subalternos.

Com a divisão do Estado de Goiás, o 3º Batalhão passou à atual denominação, 2º BPM, através da Lei de Criação da PMTO, em 1º de janeiro de 1989, com sede à Avenida Filadélfia, em nossa cidade, tendo se tornado o mais importante e atuante do Estado.

Participação da Unidade no Combate de Movimento Armado:

O Batalhão Tocantins – 3° BPM – participou ativamente nas operações de combate ao movimento Guerrilha do Araguaia – Tocantins, principalmente no vizinho município de Xambioá, dando apoio material no que lhe era possível, bem como alojando Tropas do Exército e da Aeronáutica que se encontravam em operações na Zona, tendo mantido durante todo esse período, de abril até dezembro do ano de 1972, os Destacamentos da região sempre reforçados com policiais militares. Deu guarda inicialmente a todos os presos oriundos da região, até que por determinação do Escalão Superior, fossem mandados à Capital da República. Atualmente o controle da área é da PMGO – 3° BPM.