01 - Batalhão de Polícia Militar Ambiental

Ações desenvolvidas

As atividades de fiscalização ambiental consistem na realização diuturna de blitz, patrulhamento terrestre e aquático. Esses trabalhos ocorrem rotineiramente e, de acordo com a época do ano, são realizadas operações específicas (período da piracema, temporada de praias, etc.). As operações são planejadas previamente e realizadas também em parcerias com Ibama, Naturatins, Ministério Público e Delegacia de Meio Ambiente.

Além disso, constantemente a unidade atende denúncias das mais variadas espécies de práticas de crimes ambientais. Somados a isso a unidade apóia algumas instituições como: universidades durante trabalhos de pesquisas diversas; orienta através de palestras diversos públicos como: pescadores, ribeirõezinhos, assentados, alunos e funcionários de instituições, abordando vários assuntos, tais como, queimadas, poluição, lixo, desmatamento, aquecimento global, etc.; executa alguns projetos como “AGENTES AMBIENTAIS MIRINS” promovido pelo 3º Pelotão, que vem tendo grande repercussão pelo caráter social que realiza. O mesmo é voltado para crianças carentes de 7 a 14 anos de idade, que estejam cursando o ensino fundamental em escolas municipais.

Anualmente esses alunos recebem apenas materiais didático e uniforme completo (boné, camiseta, bermuda, tênis e meia) doado pela Prefeitura Municipal de Gurupi. Os alunos passam a freqüentar várias atividades durante alguns dias da semana, em uma sala de aula específica para o Projeto. Durante a permanência na Unidade Ambiental os alunos recebem informações dos mais variados temas: meio ambiente, drogas, primeiros socorros, higiene pessoal, dentre outros. As crianças são cadastradas junto ao PETI - Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - e recebem uma bolsa mensal de R$ 25,00 (vinte e cinco reais) e lanche nos dias letivos do projeto (segunda, quarta e sexta-feira). Também contam com o apoio da Faculdade Unirg (Universidade Regional de Gurupi) que todo semestre fornece estagiários do Curso de Educação Física, os quais realizam atividades lúdicas: gincanas, passeios ecológicos, trilhas, natação e algumas palestras. Para a escolha dos participantes no projeto são obedecidos alguns critérios como os pais terem renda mensal inferior ou igual a um salário mínimo e não participarem de nenhum outro Programa Federal, Estadual ou Municipal. Devido os resultados positivos alcançados, pretende-se estendê-lo para as outras unidades ambientais em momento oportuno.

Além desse, existe ainda o Projeto “CIPAMA NA ESCOLA”, voltado para a comunidade escolar, pública ou privada. Os trabalhos são realizados através de palestras; apresentação de filmes; atividades lúdicas, etc. Seu principal objetivo é despertar a comunidade escolar para a importância da preservação e conservação do meio ambiente e sensibilizá-la sobre os problemas ambientais hoje vivenciados em todos os lugares, até mesmo no próprio ambiente escolar.

Desenvolve-se ainda o plantio de mudas em áreas degradadas; realiza visitas a chacareiros e assentados com repasse de informações sobre questões ambientais; participa de vários eventos, através da montagem de stand com amostras de materiais predatórios e animais empalhados (taxidermizados). Nestas ocasiões são repassadas informações sobre a importância de se preservar a fauna como parte do meio ambiente e ainda os visitantes têm a oportunidade de tirar algumas dúvidas no tocante aos trabalhos de fiscalização.